Mononucleose x Tênis

Olá, Juniquetes e Juniquitos. Estou de volta!
Hoje vamos falar de uma doença que já acometeu e até atrapalhou a carreira de alguns tenistas.

A mononucleose infecciosa (MI) é uma doença febril aguda, transmissível, causada pelo Epstein-Barr vírus, a qual acomete, principalmente, indivíduos entre 15 e 25 anos de idade, com baixa letalidade, manifestações geralmente benignas e extenso polimorfismo clínico.

Não existem estudos mostrando a relação da manifestação da mononucleose em jogadores de tênis.

No entanto, os especialistas na área não atribuem o tênis como fator para o aparecimento da mononucleose.

Porém, pelo fato de o tênis ser um esporte de altíssima intensidade, o retorno às quadras nas mesmas condições que jogava antes de contrair a doença pode levar um período maior para o atleta.

A maioria dos tenistas que ficaram de fora do circuito devido à doença, permaneceram afastados por um período médio de dois a três meses antes de retornar às competições.

Porém, cada organismo responde de uma maneira diferente e alguns jogadores podem demorar mais tempo para retornar ao circuito.

Tenistas que sofrem com mononucleose

O super tenista Roger Federer é portador da doença

roger federer
Roger Federer

O Robin Soderling ainda não conseguiu voltar ao circuito depois de ter contraído mononucleose.

Robin soderling
Robin Soderling

Em 2009, Eliminada na primeira rodada de Wimbledon pela alemã Tatjana Malek, a australiana Jelena Dokic apresentava tontura e sinais de fraqueza durante sua atuação e foi submetida, na sequência, a uma bateria de exames. Nesta semana, a atleta recebeu o diagnóstico: contraiu mononucleose, doença que a deixará afastada das quadras por tempo indeterminado.

Jalena Dorik
Jelena Dokic

Em 2007 O croata Mario Ancic, 11º colocado no ranking da ATP, ficará de fora do circuito por pelo menos dois meses por ter adquirido o vírus da mononucleose.

mario ancic
Mario Ancic

Após sete meses de afastamento do circuito devido a mononucleose – uma doença que enfraquece o organismo -, a australiana Jarmila Gajdosova tentará um calendário completo em 2014. 

Jarmila
Jarmila

Justine, Ao longo da carreira profissional, freqüentemente ela foi abatida por problemas respiratórios e males como a mononucleose, que provoca fraqueza.

Justine

Como evitar a doença

A doença apresenta imunidade permanente, sendo muito difícil apresentar manifestações em uma segunda infecção. Não há necessidade de isolamento dos doentes uma vez que a infecção ocorre apenas com contato muito próximo ou íntimo. Embora a vacinação tenha uma abrangência que vai além da infecção, esse recurso ainda não existe com a eficiência e segurança recomendáveis.

Uma Abraço com muita saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *