Eletrolipólise – O tratamento que desmancha as gorduras

Olá, Juniquetes e Juniquitos. Estou de volta!
Hoje vamos falar do tratamento eletrolipólise que demancha a gordura, isso mesmo.

Vem comigo que você vai conhecer de pertinho.

A eletrolipólise, também conhecida como eletrolipoforese, é um tratamento que de acordo com vários artigos científicos, possui um efeito comprovado na eliminação de gorduras localizadas e na redução da celulite e das medidas.

COMO FUNCIONA  A ELETROLIPÓLISE

É uma técnica que consiste na aplicação de corrente elétrica bidirecional de baixa freqüência, através de agulhas, abaixo da pele (GARCIA, 2005). Com o objetivo de trabalhar as adiposidades e acúmulo de ácidos graxos localizados (SCORZA, 2008). O campo elétrico realizado na massa tissular ocasionado pelas agulhas altera a permeabilidade da membrana do adipócito, com isso aumenta a eliminação dos triglicerídeos intra-adipocitários para o interstício. É uma técnica indolor e, quando surge dor na aplicação, e devido ao mau posicionamento das agulhas, que devem
permanecer implantadas no tecido subcutâneo, paralelas entre si (ULLMANN, 2003).
São aplicadas microcorrentes de baixa freqüência de 20Hz, que vão atuar nos adipócitos, causando uma desnutrição e favorecendo sua eliminação. São aplicadas finíssimas agulhas no panículo adiposo e os efeitos fisiológicos são causar o aumento da temperatura, modificação na polaridade da membrana celular, ativação da microcirculação, melhora da tonicidade da pele e a lipólise (MAIO, 2004; MELLO 2010).

Para aplicar esta técnica é usado um aparelho de TENS, ligada a várias agulhas de acupuntura, que são colocadas nas zonas a serem tratadas. As agulhas devem ser colocadas duas a duas, com uma distância entre elas inferior a 5 cm.

corrente elétrica estimula a lipólise ( quebra da gordura), que provoca mudanças fisiológicas nas células adiposas e aumenta seu metabolismo, acelerando o gasto calórico. Com isso, a gordura é mais facilmente eliminada pelo organismo, ocorrendo também o aumento do fluxo sanguíneo, melhorando a circulação no local.

As ondas elétricas são passadas por meio de um aparelho ligado a agulhas de acupuntura , que devem ser colocadas em pares na região do corpo a ser tratada. Durante o procedimento, a pessoa sente levemente a corrente elétrica, que provoca uma sensação de formigamento no local.

EFEITOS FISIOLÓGICOS DA ELETROLIPÓLISE

1) Efeito Joule: descreve uma corrente elétrica, que ao circular pelo condutor, realiza um trabalho que produz calor. O aumento da temperatura, que é produzida na eletrolipólise, não atinge tecido orgânico, isso porque se trata de uma intensidade muito pequena, porém suficiente para uma vasodilatação e aumento do fluxo da região. Com isso vai ser estimulado o metabolismo celular local facilitando a queima de calorias e melhora do trofismo celular
(SORIANO et al., 2000)

2) Efeito é o eletrolítico: um campo elétrico gerado por esta corrente na eletrolipólise induz o movimento iônico que traz modificações na polaridade da membrana celular (SORIANO et al., 2000).

3) Efeito de estimulo circulatório: o rápido aumento da temperatura que estala no local (efeito joule) contribui para uma vasodilatação, pois a corrente causa um estimulo direto nas inervações causando uma ativação da microcirculação (SORIANO et al.,2000).

4) Efeito neuro-hormonal: a mobilização da lipólise se realiza graças a uma enzima hormônio-dependente a triglicerideolipase (GUYTON & HALL et al.,2002) Esta enzima desintegra os triglicerídeos em ácidos graxos e uma molécula de glicerol. Os ácidos graxos assim produzidos são em grande parte expulso da célula a menos que estejam em um local com excesso de glicose, e que voltam a formar triglicerídeos; ao contrario, o glicerol liberado, não pode ser usado novamente e é captado pelo fígado que o metaboliza em glicose (SORIANO et al.,2000).

RESULTADO DO TRATAMENTO DE ELETROLIPÓLISE

o efeito deste tratamento sobre o tecido adiposo (diminuindo o tamanho, nas formas e na estrutura) que indicam a existência de uma base orgânica para os efeitos clínicos constatados (ZARAGOSA et al.,1995).

O processo de eletrolipólise é considerado invasivo, aliado a efeitos longo tempo de duração de 50 minutos (GUIRRO, 2002).

Segundo Garcia et al. (2006) o procedimento da eletrolipólise deve vim acompanha de uma atividade física e dieta com o objetivo de mobilizar os ácidos graxos sendo liberados em forma de energia ou não serão liberados e retornarão ao meio intracelular.

Paula et al. (2007) observou uma redução com o procedimento de eletrolipólise uma redução da perimétria abdominal e também do nível de glicerol. Os autores observam que alem de reduzir medidas ocorre uma mobilização de lipídeos.

Soriano et al. (2002), relata que a intensidade devera deverá ser aumentada em função da sensibilidade, de forma que não resulte em dor intensa na pessoa a ser tratada.

Parienti (2001), o paciente sente uma sensação de “picadas” que chegam a ser desagradável, e é devido aumentar progressivamente a intensidade da corrente, pois causa uma acomodação.

 

CONTRAINDICAÇÃO DA ELETROLIPÓLISE

– alergia na região afetada;

– câncer;

– osteoporose;

– diabetes;

– epilepsia;

– gravidez;

– hipertensão;

– hipoglicemia;

– hipotireoidismo;

– insuficiência renal;

– mioma uterino;

– síndrome de Cushing;

– ter um marca-passo cardíaco;

– estar a tomar medicamentos com progesterona, corticoides, ou betabloqueadores.

PROFISSIONAIS QUE PODEM FAZER ELETROLIPÓLISE

O tratamento pode ser feito por profissionais da área da saúde, como médicos, fisioterapeutas dermatofuncionais e esteticistas.

CUIDADOS ANTES DA ELETROLIPÓLISE

Não há cuidados específicos que o paciente deve fazer antes da sessão, apenas garantir que a pele esteja íntegra, ou seja, sem machucados e não utilizar nenhum creme.

CUIDADOS APÓS A ELETROLIPÓLISE

Independentemente do método utilizado na aplicação da eletrolipoforese (método com agulhas ou método sem agulhas), é recomendado que a paciente evite a exposição ao sol, devido á sensibelização causada pela aplicação.

ANTES E DEPOIS DA ELETROLIPÓLISE

Por promover um aumento no metabolismo celular e melhorar a circulação sanguínea e gasto calórico das células de gordura, após as sessões o paciente pode sentir melhora na celulite e no contorno corporal.

Em geral, os resultados são mais significativos quando a terapia é feita com agulhas.

ESTUDOS SOBRE A ELETROLIPÓLISE

Frequência: Semanal (1 ou 2x – depende da quantidade de gordura acumulada)
Duração: até 20 a 30min/sessão
Nº de sessões: 10 sessões.

Você já fez esse tratamento? tem vontade de fazer?

UM ABRAÇO COM MUITA SAÚDE

 LEIA TAMBÉM SOBRE MAIS TRATAMENTOS ESTÉTICOS CLICANDO AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *