Conheça melhor a Quiropraxia

Ola, juniquetes e juniquitos. Estou de volta.

VAMOS CONHECER A QUIROPRAXIA??

Hoje vamos conhecer a técnica chamada Quiropraxia que teve origem surgiu nos Estados Unidos em 1895, criada pelo canadense Daniel David Palmer, um entusiasta da medicina alternativa. Sendo uma profissão secular, o método vem se desenvolvendo ao longo dos anos, é praticado em vários países e reconhecido pela Organização Mundial de Saúde.

Na primeira consulta é realizada a avaliação do paciente, testes ortopédicos e neurológicos, avaliação postural, análise de exames (caso o paciente tenha) e também, orientações sobre postura, exercícios e estilo de vida.

Neste primeiro atendimento já se inicia o tratamento de manipulação e já se define o número de sessões necessárias para esse tratamento.

  • Sessões de Rotina: Após a avaliação, o tratamento segue com as sessões necessárias para tratar a condição do paciente.
  • Fases do tratamento: Podemos dizer que o tratamento divide-se em três fases:

Fase Intensiva | Alívio de Dores

Nessa fase, o foco principal é a redução da dor e outros sintomas do paciente, devolvendo a mobilidade às vértebras da coluna e demais articulações desalinhadas. Sessão após sessão, as articulações vão se recuperando e restabelecendo seu funcionamento normal. Músculos, tendões e ligamentos também precisam ser reabilitados e fortalecidos, por isso vale ressaltar a importância da continuidade do tratamento quiroprático para não somente ter um alívio temporário, mas tratar todas as funções necessárias para o equilíbrio do corpo.

Fase Corretiva | Estabilização

Nessa fase, o corpo começa a se estabilizar e o bom funcionamento do sistema nervoso é restabelecido. O fortalecimento dos músculos, tendões e ligamentos são necessários para a manutenção das correções articulares através de exercícios adequados. Seguir as dicas e orientações dadas, manter hábitos e posturas saudáveis no dia a dia, são fatores imprescindíveis para a manutenção da qualidade de vida e bem-estar proporcionados pelo tratamento.

Fase manutenção | Prevenção 

Nessa fase, começa a se espaçar as consultas, pois o objetivo de recuperar ao máximo o funcionamento da coluna foi atingido. A fase de manutenção é também uma fase de prevenção, onde se devem manter os cuidados necessários para evitar que o quadro inicial não retorne. É importante respeitar os limites do próprio corpo, alimentar-se bem, praticar exercícios, manter uma boa postura em casa e no trabalho, descansar, e claro, não deixar de fazer os ajustes quiropráticos na coluna!

– Técnicas: A Quiropraxia faz uso de diversas técnicas que se adaptam de acordo com a condição de cada paciente.

Quantas sessões são necessárias para o tratamento

Para determinar a quantidade de sessões que o paciente necessita, o quiropraxista avalia todo o quadro clínico, inclusive de que forma ele vai reagir com as primeiras sessões. Ao optar pelo tratamento com quiropraxia, o paciente busca um profissional qualificado e experiente.

Quem pode fazer

Pessoas de todas as idades podem se beneficiar do tratamento, desde grávidas, crianças, adolescentes, adultos, atletas e até idosos.

Quanto tempo dura uma sessão

Dura de 1 hora a 1h:30min

Vou sentir dor durante a sessão?

As sessões ajustam a musculatura e restauram a movimentação correta dos músculos. Quando realizada adequadamente, por um profissional capacitado, a técnica é indolor e sem contraindicações e consegue trazer alívio e conforto ao paciente.

Porém, em pacientes com doenças em estágio avançado, hérnias de disco problemáticas, a aplicação da quiropraxia pode causar certo desconforto, certo incômodo.

Um pouco de cansaço e sensação muscular de rigidez, logo após as sessões de quiropraxia, são normais e não representam problema algum.

Além de tratar problemas com a coluna vertebral e os nervos que fazem conexão com ela, os pacientes que buscam a quiropraxia também tratam de distúrbios relacionados a irritabilidade, stress, tensão diária, entre outros.

Sempre vai estalar?

Nem sempre, depende da necessidade do seu corpo. Onde o quiropraxista vai encontrar se existe hiper ou hipomobilidade. Se uma vértebra precisa de  ajuste para a sua função, nesse momento, pode haver estalo ou não.

Porque estala?

As articulações da coluna são envoltas por uma cápsula (cápsula articular). Dentro desta cápsula existe o líquido sinovial, responsável por “lubrificar” a articulação. Esse líquido é composto por alguns gases. Quando é realizado um movimento rápido na articulação, há uma diminuição da pressão dentro desta cápsula, fazendo com que o gás do líquido sinovial se torne menos solúvel resultando na formação de bolhas que ao estourarem geram o famoso barulho do estalo, conhecido como “CAVITAÇÃO ARTICULAR”.

LEIA AQUI: Se a sua coluna sai do lugar.

Um abraço com muita saúde,

Não deixe de vir fazer aqui o seu tratamento

CLIQUE AQUI e Leia sobre: O que é Osteopatia, diferença da Osteopatia para quiropraxia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *